Rate this post

Publicado 16/04/2018 12:49:25CET

MADRI, 16 Abr. (EUROPA PRESS) –

A voz é o instrumento por excelência para comunicar entre as pessoas e que nem sempre se cuida adequadamente, já que, além de um meio de comunicação interpessoal, é um meio de trabalho e de expressão artística, segundo lembra a otorinolaringología Adriana Pérez García, responsável da Unidade de Voz do Hospital La Milagrosa, em Madrid.

Com motivo do Dia Mundial da Voz, que se celebra a cada ano, desde 1999, a pedido da Federação Internacional de Sociedades de Otorrinolaringologia (IFOS), a especialista oferece 15 dicas para cuidar dela:

1. Limitar a ingestão de bebidas que contenham álcool ou cafeína. Agem como diuréticos (substâncias que aumentam a quantidade de urina) e produzem perda de líquido do corpo. A perda de líquidos secar a voz. O álcool também irrita a mucosa da membrana que reveste a garganta.

2. Ingerir bastante liquido. De 8 a 10 copos de água por dia.

3. Não fumar e evitar ser um fumante passivo. O câncer nas cordas vocais é mais freqüente em fumantes.

4. Praticar técnicas de boa respiração enquanto falamos ou cantamos. É importante dar suporte à voz através de respirações profundas do diafragma (a parede que separa o tórax do abdômen). Os cantores e palestrantes freqüentemente praticam medidas para melhorar a sua respiração. Falando da garganta, sem tomar ar prejudicamos a voz.

5. Evitar comidas picantes ou muito temperados. As comidas picantes causam maior produção de ácido e este vai para a garganta ou no esôfago (causando refluxo).

6. Usar um umidificador em casa no caso de morar em um lugar seco. Recomendamos 30% de umidade.

7. Tentar não ultrapassar o uso de sua voz. Evitar falar ou cantar quando estivermos roncos.

8. Lavar as mãos frequentemente para prevenir infecções virais, gripe, resfriados, etc.

9. Incluir alimentos ricos em fibras, frutas e vegetais em nossa dieta. Estes alimentos contêm vitaminas A, e e C, que ajudam a manter a garganta saudável.

10. Descansar o suficiente. A fadiga tem um efeito prejudicial na voz.

11. Evitar falar em lugares muito barulhentos. Ao tentar falar por cima do ruído aumenta a tensão em nossa voz.

12. Evite enxaguar a boca ou gargarismos que contenham álcool ou produtos químicos irritantes. No caso de ser necessário os gargarismos usar água com sal.

13. Evitar usar os elixires bucais para tratar o mau hálito persistente. A halitose (mau hálito) pode resultar de uma causa que não é tratada pelo enxágüe bucal como pode ser uma pequena infecção do nariz, dos seios paranasais, palato mole, gengiva, pulmões, assim como refluxo gástrico.

14. Considerar o uso de um microfone. Em grandes ambientes, como uma sala de aula ou de exercícios, usar um pequeno microfone com amplificador pode ser de grande ajuda.

15. Considerar a terapia da voz. Um terapeuta da linguagem que tenha experiência neste tipo de problemas pode nos dar dicas para o uso da voz de forma adequada.

A doutora Pérez García diz que “devem prestar especial cuidado e recorrer a exames de laringe e voz dos cantores, os professores, os fumantes, os que sofrem de rouquidão de mais de 3 semanas de duração, que tenham cansaço de voz e dor ou desconforto ao falar”.

15 dicas para cuidar da voz