Rate this post

Atualizado 02/03/2018 12:36:22 CET

LISBOA, 2 Mar. (EDIZIONES) –

O assoalho pélvico é uma estrutura miofascial (muscular e ligamentosa) que fecha a cavidade inferior do abdômen e fornece o sutiã adequado para três sistemas: urinário (bexiga e uretra), o leitor e o digestivo (reto).

Segundo explica a Infosalus a responsável pela Unidade de Assoalho Pélvico do Hospital Universitário Quirónsalud de Madrid, a doutora Gema Garcia Galvez, o assoalho pélvico é algo mais do que um grupo muscular e de tecido do sutiã que fecha a cavidade inferior do abdômen. “Estamos falando de funções vitais tão importantes como a continência da urina e das fezes, da sexualidade, ou a reprodução, por exemplo”, adverte.

Este artigo estabelece que, na mulher, “sem dúvida” a maternidade (gravidez e parto), o excesso de peso, prisão de ventre, tosse crônica, o esporte de impacto, e a predisposição familiar somam como fatores de risco que mais causam perda de tônus muscular da região.

Além disso, sustenta que, de cara para a terceira idade, é fundamental cuidar da tonificação do assoalho pélvico, Para isso, preciso que você tem que se fortalecer e reabilitar a área de forma diária, mas, sobretudo, nas duas fases da vida de uma mulher que mais debilitam a área: após a maternidade (gravidez e pós-parto), e na perimenopausa, o período de transição para a menopausa, cuja duração pode variar entre os 2 e os 5 anos (se apresenta entre os 47 e 48 anos de média, segundo a Associação Espanhola para o Estudo da Menopausa).

A incontinência e o prolapso de órgãos pélvicos, resultado muitas vezes de um assoalho pélvico enfraquecido, se deteriorar seriamente a qualidade de vida, auto-estima e as relações interpessoais”, adverte a especialista, por isso recomenda a prática diária e freqüente dos exercícios de Labirinto, uma simples série de contrações da área, bem como cuidar do peso e prisão de ventre entre outros fatores.

“Estou recebendo pacientes que consultam após anos de sofrer em silêncio, ou sem saber a quem recorrer, vendo seu desconforto, sua angústia. Insisto na importância da informação sobre a alta prevalência desta patologia e de seu possível tratamento no quadro da consulta adequada”, ressalta a doutora Galvez.

RAZÕES POR QUE CUIDAR DO ASSOALHO PÉLVICO

Por tudo isso, a especialista do Quirónsalud Madrid destaca-se que todas as mulheres devem ser conscientes de sua existência do que é jovem, por razões como as seguintes:

1. Hoje, 1 em cada 3 mulheres com mais de 35 anos apresentam incontinência urinária por enfraquecimento da área.

2. A incontinência urinária é considerada um problema de saúde pública, de alto impacto na qualidade de vida.

3. Até 9-10% das mulheres sofre de dupla incontinência: urinária e anal.

4. A qualidade das relações sexuais está muito relacionada com um assoalho pélvico tonificado. “A resposta sexual e o orgasmo participa da musculatura que envolve e sustenta a vulva, a vagina e o útero. A satisfação e a qualidade das relações depende de muitos fatores, mas, sem dúvida, uma boa tonificação muscular soma”, salienta.

5. A gravidez e o parto são um trauma considerável enfraquecimento dessa musculatura. “Nenhuma mãe deveria deixar de fazer reabilitação no pós-parto a musculatura do assoalho pélvico controlada, direcionada e individualizada, de acordo com o tipo de parto sofrido, por fisioterapeutas especializados”, acrescenta.

6. As habituais práticas esportivas de corrida e de salto são um dano mantido por hiperpresión abdominal repetitiva geram um enfraquecimento progressivo. “Nem mencionar alguns esportes extravagantes como o ‘power jump’ ou os abdominais clássicos”, avisa Galvez.

7. Os maus hábitos alimentares que causam excesso de peso e prisão de ventre constituem fatores de risco acrescido. “O licito afirmar e mantido cada vez que vamos ao banheiro por falta de hidratação, de exercício, de frutas e de legumes em nossa dieta prejudica e enfraquece o plano de sustentação muscular”, salienta.

8. Hábitos nocivos, como o consumo de tabaco, e a consequente tosse crônica, são um fator de risco relacionado diretamente com o enfraquecimento da musculatura do assoalho da pelve.

9. Através do orifício vaginal, com um assoalho pélvico enfraquecido, o parto ou a menopausa podem desencadear uma herniación medicamento chamado ‘prolapso de órgãos pélvicos’.

10. “A dor lombar, muitas vezes, está diretamente relacionado porque o assoalho pélvico estabiliza a pelve óssea e a coluna lumbosacra, sendo muito importante a reeducação de hábitos posturais e a tonificação muscular para evitar dores do quadril e das costas”, observa a responsável do Assoalho Pélvico.

[+]want to watch free sex vidoes[+]

♥Watch Free sex Videos at xbangtube 
  • sex video 2019
  • 2019 best porn video here xbangtube 2019 best porn tube2019 sex video

    2019 new sex video 2019 fuq tube

    free milf sex videos 2019 fuq tube

    sex vidiyo sex 2019

    xnxx 2019 porn 2019

    10 razões por que cuidar de seu assoalho pélvico