10 chaves para entender e praticar a moda solidária

1. Roupa sustentável: onde as pessoas importam


A moda sustentável é aquela que tem em conta os três pilares em que se baseia a chamada responsabilidade social empresarial: o respeito pelas pessoas que trabalham, a proteção do meio ambiente e, além disso, é economicamente sustentável. Na moda solidária, o respeito às pessoas é uma parte essencial: os trabalhadores devem ter condições dignas de emprego e a criação de uma marca que favoreça a economia e a produção local, assim como a recuperação de empregos.


A moda sustentável inclui, portanto, a roupa ecológica, criada a partir de matérias-primas e métodos que respeitam o planeta. Mas também incorpora uma vertente de vestuário com reciclagem de outras matérias (chamada de upcycling) e roupas artesanais, vintage ou a chamada moda inteligente, onde o cuidado de os trabalhadores do setor é essencial.


2. Roupa que se preocupa com o planeta


A moda sustentável utiliza matérias-primas produzidas por meios biológicos; entre elas, fibras cultivadas sem pesticidas ou herbicidas, como o algodão orgânico e cânhamo. Mas há muitos mais tecidos sustentáveis. Existe roupa criada a partir da celulose de árvores e até há um aumento muito grande de materiais de substitutos do couro, como os chamados couros vegetais feitos a partir de abacaxi e os cogumelos.


Mas, além das matérias-primas, a moda sustentável biológica também tem em conta os processos de produção para reduzir o consumo de água e a poluição com o uso de corantes naturais. Também se preocupa em reduzir as emissões de dióxido de carbono (CO2) nas áreas de marketing e distribuição.


O importante é que todos estes materiais biológicos estejam certificados, oferecendo ao consumidor uma garantia de que sua produção é gentil com o planeta e com seus trabalhadores e que protejam o meio ambiente silvestre e humano.

Imagem: IlyaShapovalov

3. Roupas que reduz desperdício


A roupa solidária tem uma vertente chamada de reciclagem ou upcycling, um conceito baseado em peças criadas através da reciclagem de materiais que de outra forma acabariam no lixo.


A moda solidária dá um valor acrescentado para os resíduos. Cria bolsas a partir de pneus ou de anilhas das latas de refrigerantes ou roupa a partir de outras peças que seriam descartadas. Mesmo usa plásticos e antigas redes de pesca.


4. Moda que protege a cultura


A roupa solidária também tem em consideração o valor de artesanato e o papel cultural de seus trabalhadores manuais: tem muito em conta a recuperação de técnicas ancestrais, que de outro modo se perderiam e o valor das coisas feitas por artesãos. Em outras ocasiões, a moda solidária torna-se mais vintage e recuperação de peças antigas.


5. Calças mais democráticos


A venda de peças de segunda mão, até mesmo a troca de roupa entre particulares, também faz parte da moda solidária, já que protege a economia local. O que você precisa, você pode vender parte de sua roupa, um dispositivo de baixo custo, que promove um tipo de economia mais horizontal e solidária.


Além disso, é uma opção mais barata para o consumidor. A moda sustentável também deve ser economicamente sustentável: é importante que fomente a economia local e seja transparente.


6. Quando a roupa é inteligente


A moda solidária não fica atrás das tendências. Assim, também abraça a chamada smart fashion , ou moda inteligente. As peças solidárias inteligentes incorporam a idéia do bem comum, com a ajuda da tecnologia.


Neste sentido, existe a roupa repelente, com fibras que evitam as picadas dos mosquitos-que tantas doenças perigosas pode transmitir, como o zika ou a dengue-, antimanchas ou que favorecem a circulação sanguínea.

Imagem: Denisfilm

7. Um armário responsável


Para vestir-se de forma mais sustentável, o primeiro que há que fazer é praticar um consumo de peças responsável: buscasse apenas a roupa de que necessita. Além disso, para conseguir um guarda-roupa mais sustentável, há que optar por peças de vestuário que usam tecidos biológicos, marcas locais. O outro conselho? Compre as peças de roupas que sirvam de fundo do armário e que possa combinar mais vezes.


8. A roupa eco não sai de moda


A moda sustentável é uma moda atemporal que nunca sai de moda. Deve-Se adaptar a moda ao estilo da pessoa: é essencial comprar peças de qualidade, pois isso influencia na durabilidade. E isso é uma característica da moda solidária.


9. Um armário solidário, e barato


Desfrutar de um guarda-roupa mais sustentável e economizar no caminho é possível. Primeiro de tudo, faça uma análise de seu guarda-roupa e fique somente com o que vale a pena.


E o que fazer com o que não? Há duas opções. A primeira, trocar essas peças por outras peças de vestuário, entre amigos, conhecidos ou em lojas de segunda mão. E a segunda opção para vestir-se de forma solidária e economizar é personalizar ou modificar a roupa. Às vezes uma peça nos amam, mas já não nos fica bem ou tem uma parte muito desgastado. Então poderemos, a partir de algumas de suas peças reconvertirla em outra! Estas são ações que fazem economizar muito no vestiário.


10. Comprar (e vestuário) solidariedade


Isso não quer dizer que a moda solidária implique não comprar roupas novas. Ao contrário. Significa apostar por um consumo de moda mais racional. Podem-Se comprar peças que sejam multifuncionais, ou seja, pôr de várias formas diferentes e têm projetos diferentes, o que quase leva a ter várias peças em uma só.


Outro conselho para se vestir de forma mais solidária e racional, é comprar roupas que serve de fundo do armário e que, ao combiná-lo, permita ter diferentes looks.


 

Quitosana → Veja como as mulheres estão emagrecendo muito

Você deseja saber tudo sobre Quitosona? Neste artigo vou esclarecer todas as suas dúvidas, pois fiz várias pesquisas e vou te contar tudinho. O que é Quitosona? Onde eu acho e qual o preço da Quitosona ? Como funciona a Quitosona?


O que é a Quitosana?


A Quitosana é uma fibra natural que vem da quitina, item encontrado nas cascas de crustáceos, como camarões, caranguejos e lagostas.


Esta fibra é usada de diversas formas pela indústrias. Estudos clínicos atestam que a Quitosana reduz a absorção intestinal das gorduras auxiliando na perda de peso. A quitosana é também conhecida como “esponja”, porque sua função é absorver as gorduras para que possam ser eliminadas nas fezes, antes mesmo que possam ser absorvidas cabelo organismo.


Você pode encontrar a quitosana em diversos suplementos naturais como Inibium Caps que é um emagreccedor a base de quitosana.


Como a Quitosana funciona?


A Quitosana possui a complexão de lipídios que é o aumento do volume de gordura em até 8 vezes o seu peso.


Dessa forma, fica impossível do corpo conseguir absorver as fontes de energia, assim, elas são eliminadas através das fezes.


Um registro para melhorar ou desempenho dessa substância e ingerir muita água. É importante ressaltar que ingerir apenas essa substância não fará nenhum milagre, é preciso que ela esteja aliada a algum tipo de dieta e atividades físicas regulares.

Quitosana Emagrece

Quitosana


Como tomar a Quitosana?


Deve-se tomar a Quitosana, juntamente com as refeição, pois é recomendado que o paciente deva ingerir a cápsula, para que ela possa agir retendo a gordura logo em seguida da alimentação. Na média de 3 gramas por dia, seria a dosagem perfeita para que os efeitos da Quitosana sejam sentidos cabelo paciente. É possível perder até 20 gramas de gordura por dia.


Por isso é de alta importância que seu consumo seja aliado com uma boa alimentação e exercícios físicos regulares. Entretanto, se o paciente não se alimentar corretamente, as chances dele ganhar todo o peso de novo aumentam, assim o fazendo ou famoso efeito sanfona“.


Como dissemos, é muito importante tomar bastante água ou suco para evitar a constipação intestinal, mais isso serve também para que o gel se forme mais rapidamente a conversar. No período em que estiver usando e aconselhado a ingestão de 1 a 2 litros de líquidos ao dia. Na verdade, beber bastante água deve se tornar um hábito para qualquer pessoa que quero perder peso.


Onde eu acho e quanto é a Quitosana?


A Quitosana pode ser encontrado facilmente pela internet, ou em lojas de produto natural. Encontramos lojas de produtos naturais vendendo a quitosana de fabricação nacional, por R$ 41,00 até R$ 76,00 a embalagem conteúdo 90 cápsulas com 350mg cada.


Contraindicações da Quitosana


Mesmo sendo uma substância natural, ela não pode ser usada por qualquer um que quero perder peso. A quitosana é um produto à base de crustáceos e caso você seja alérgico a eles e a vitória é melhor manter uma boa distância. As reações alérgicas podem ser variadas, como alterações na pele até reações mais graves, como choque anafilático. Estudos também nos mostram que a ingestão de quitosana por um longo período de tempo e em grandes doses pode alterar a flora intestinal contribuindo na proliferação de bactérias maléficas. Existem evidências de que a ingestão de quitosana pode, com o tempo, prejudicar a absorção de vitaminas e minerais essenciais para o bom funcionamento do nosso corpo.


A Quitosana funciona?


Não existem estudos comprovando a eficácia desse compostagem, quando tomado sem estar assistido a uma dieta e atividades físicas. Neste artigo, quando é utilizada, em quantidades prescritas corretamente, somada às atividades físicas constantes e alimentação saudável e de baixas calorias, ela auxilia na perda de peso. Pessoas que apresentam algum tipo de reação alérgica a frutos do mar também devem evitar o consumo, mesmo que não reajam diretamente à quitosana. Ela pode conter traços de outras substâncias marinhas ou até mesmo alguns metais pesados algumas vezes. pessoas com doenças crônicas e que façam uso de algum remédio devem evitar o consumo da Quitosana.


Tomando-sobre a Quitosana


Por ser vendido sem a necessidade de receita médica, a quitosana é um dos remédio mais vendidos no Brasil e nos Estados Unidos. A popularidade dessa substância vem principalmente do fato de ser um produto natural que ajuda, não é mesmo? E realmente é verdade, ela é uma alternativa relativamente simples para pessoas que querem perder peso, claro, desde que haja disciplina na dieta alimentar e a forma de consumo do produto. Uma pessoa sedentária inicial pouco verá resultados ao consumir a quitosana. Os efeitos dessa fibra são mínimos em quem não pratica exercícios e não se alimenta de forma correta. Sendo assim, é importantíssimo ter em mente que, para emagrecer de forma segura, deve-se cultivar um estilo de vida saudável.


Como muitas mulheres tem emagrecido ?


Há um custo adicional no mercado chamado SUPER FIT PRO que está fazendo muito sucesso. Milhares de pessoas tem emagrecido muito com Super Fit. Ele não contém nenhuma contra indicação e pode ser usado por meses, graças a sua composição 100% natural. Se você quer saber mais sobre este compostagem, basta clicar na imagem abaixo :


Quitosana

15 dicas para cuidar da voz

Publicado 16/04/2018 12:49:25CET

MADRI, 16 Abr. (EUROPA PRESS) –

A voz é o instrumento por excelência para comunicar entre as pessoas e que nem sempre se cuida adequadamente, já que, além de um meio de comunicação interpessoal, é um meio de trabalho e de expressão artística, segundo lembra a otorinolaringología Adriana Pérez García, responsável da Unidade de Voz do Hospital La Milagrosa, em Madrid.

Com motivo do Dia Mundial da Voz, que se celebra a cada ano, desde 1999, a pedido da Federação Internacional de Sociedades de Otorrinolaringologia (IFOS), a especialista oferece 15 dicas para cuidar dela:

1. Limitar a ingestão de bebidas que contenham álcool ou cafeína. Agem como diuréticos (substâncias que aumentam a quantidade de urina) e produzem perda de líquido do corpo. A perda de líquidos secar a voz. O álcool também irrita a mucosa da membrana que reveste a garganta.

2. Ingerir bastante liquido. De 8 a 10 copos de água por dia.

3. Não fumar e evitar ser um fumante passivo. O câncer nas cordas vocais é mais freqüente em fumantes.

4. Praticar técnicas de boa respiração enquanto falamos ou cantamos. É importante dar suporte à voz através de respirações profundas do diafragma (a parede que separa o tórax do abdômen). Os cantores e palestrantes freqüentemente praticam medidas para melhorar a sua respiração. Falando da garganta, sem tomar ar prejudicamos a voz.

5. Evitar comidas picantes ou muito temperados. As comidas picantes causam maior produção de ácido e este vai para a garganta ou no esôfago (causando refluxo).

6. Usar um umidificador em casa no caso de morar em um lugar seco. Recomendamos 30% de umidade.

7. Tentar não ultrapassar o uso de sua voz. Evitar falar ou cantar quando estivermos roncos.

8. Lavar as mãos frequentemente para prevenir infecções virais, gripe, resfriados, etc.

9. Incluir alimentos ricos em fibras, frutas e vegetais em nossa dieta. Estes alimentos contêm vitaminas A, e e C, que ajudam a manter a garganta saudável.

10. Descansar o suficiente. A fadiga tem um efeito prejudicial na voz.

11. Evitar falar em lugares muito barulhentos. Ao tentar falar por cima do ruído aumenta a tensão em nossa voz.

12. Evite enxaguar a boca ou gargarismos que contenham álcool ou produtos químicos irritantes. No caso de ser necessário os gargarismos usar água com sal.

13. Evitar usar os elixires bucais para tratar o mau hálito persistente. A halitose (mau hálito) pode resultar de uma causa que não é tratada pelo enxágüe bucal como pode ser uma pequena infecção do nariz, dos seios paranasais, palato mole, gengiva, pulmões, assim como refluxo gástrico.

14. Considerar o uso de um microfone. Em grandes ambientes, como uma sala de aula ou de exercícios, usar um pequeno microfone com amplificador pode ser de grande ajuda.

15. Considerar a terapia da voz. Um terapeuta da linguagem que tenha experiência neste tipo de problemas pode nos dar dicas para o uso da voz de forma adequada.

A doutora Pérez García diz que “devem prestar especial cuidado e recorrer a exames de laringe e voz dos cantores, os professores, os fumantes, os que sofrem de rouquidão de mais de 3 semanas de duração, que tenham cansaço de voz e dor ou desconforto ao falar”.

13 recomendações contra a perda de capacidades em idosos

Publicado 22/03/2018 8:48:32CET

MADRI, 22 Mar. (EDIZIONES) –

A idade da reforma supõe um antes e um depois na vida de muitas pessoas, especialmente as que não tiveram o cuidado de hábitos de vida saudáveis. Costuma representar o ponto de inflexão em muitos adultos na hora de progredir na perda de capacidades, tanto físicas como mentais.

“Por isso, é importante trabalhar por um envelhecimento ativo e saudável, com uma promoção de hábitos de saúde e educacionais, para que as pessoas com mais de 65 continuem participando na sociedade e em plenas faculdades. Em concreto, trata-se de ir treinando as pessoas que se encontrem em torno da idade de aposentadoria para que nos anos seguintes vivem nas melhores condições possíveis“, afirma a Infosalus o vice-presidente da Sociedade brasileira de Geriatria (SEGG), o dr. Carlos Verdejo.

Para isso, o médico vê-se necessário que este grupo seja educado em uma série de conceitos sobre auto-cuidado pessoal, alimentação, ou sobre o controle dos fatores de risco que podem levar a uma acelerada perda de capacidades, entre outros aspectos.

Assim, o também especialista do Hospital Clínico San Carlos de Madrid, destaca-se a importância de ensinar a envelhecer as pessoas de uma forma saudável, e com suficiente antecedência, mostrando-lhes como devem cuidar-se e informando-os sobre a importância de estar ocupados. “Não tem sentido uma pessoa em plenas faculdades, e aos 65 anos de idade, deixe de fazer sua atividade ocupacional, e 10 anos depois, ela tenta educar desde o sedentarismo”, diz.

Neste sentido, Verdelho diz que o declínio nas capacidades depende da pessoa e, por sua vez, de muitos fatores: a situação pessoal (condições médicas e doenças crônicas, perda de familiares ou cônjuges, situação social), do estilo de vida, da sua atitude perante a vida, do projeto de vida que tenha ou do seu estado psicológico, entre outros pontos.

Isso sim, destaca-se que este declínio pode ser mais acelerado se as pessoas quando chegam à aposentadoria, após anos de muito esforço e actividade, não tenham adquirido o hábito de envelhecer de forma activa. “Há que tentar que os idosos continuem participando a nível social, cultural, familiar e não tê-las deixadas para um segundo ou terceiro plano. Se o fizermos será benéfico para todos, para os mais velhos que terão uma qualidade de vida melhor e para o conjunto da sociedade”, ressalta o especialista.

Neste sentido, a Organização Mundial da Saúde (OMS) publicou, recentemente, o ‘Guia ICOPE’, um manual para melhorar o estado de saúde das pessoas idosas e saber lidar com a perda de suas capacidades mentais ou físicas, que pode ajudar a enlentecer ou reverter qualquer decaída destas. Em concreto, é composta por 13 recomendações:

1.- Com o objetivo de melhorar a função musculoesquelética, a mobilidade e a vitalidade recomenda, em primeiro lugar, o exercício multimodal, incluindo trabalhar a força e a resistência de forma progressiva, assim como outros componentes do exercício, como a flexibilidade ou o exercício aérobico, na hora de evitar o declínio das capacidades físicas dos idosos.

2.- Além disso, aconselha adicionar suplementos nutricionais orais para aquelas pessoas idosas que sofrem de desnutrição, e sempre sob prescrição médica. Segundo adverte, a perda de massa muscular e de força, diminuição da flexibilidade e os problemas de equilíbrio podem prejudicar a mobilidade. Além disso, destaca-se que o estado nutricional pode afetar negativamente as alterações psicológicas que acompanham a idade.

3 e 4.- Quanto a manter as capacidades sensoriais, a OMS acredita que as pessoas idosas deveriam seguir uma série de revisões de rotina em sua visão e audição a partir da atenção primária. Segundo salienta, o envelhecimento é geralmente associado com a perda de audição e de visão, dois fatores que limitam a mobilidade, a sua participação social e, além disso, podem aumentar os riscos de quedas. Os problemas sensoriais podem ser tratados com estratégias acessíveis como fornecer as corretas óculos ou audioprótesis, através de cirurgia de catarata e de adaptações ambientais.

5.- Na hora de prevenir a deficiência cognitiva grave, e de promover o bom estado psicológico, a OMS sugere a estimulação cognitiva, oferecida a pessoas com disfunção cognitiva,que tenham ou não tenham um diagnóstico formal de demência.

6.- Os mais velhos que estão experimentando sintomas depressivos pode ser oferecida curtas e estruturadas intervenções psicológicas realizadas por profissionais do setor. A deficiência cognitiva e os problemas psicológicos, segundo a OMS, aparecem frequentemente com a idade, e, além disso, costumam afetar as habilidades das pessoas para lidar com a sua vida diária (como as compras, e seu desempenho social). Para isso, o organismo internacional defende uma terapia de estimulação cognitiva, baseada em diferentes temáticas, e de breves intervenções psicológicas, que na sua opinião podem ser cruciais na hora de prevenir a perda significativa da capacidade mental, e de prevenir a dependência dos cuidados.

7.- Por outro lado, para controlar as condições relacionadas à idade, como a incontinência urinária, a OMS vê-chave o esvaziamento motivado para o controle e manejo da incontinência urinária, nos casos de pessoas idosas com deficiência cognitiva.

8.- Para enfrentar este problema, o treinamento do assoalho pélvico, a OMS indica especialmente em mulheres mais velhas. Assim, precisa que esse problema afeta um terço das pessoas idosas em todo o mundo. “As implicações psicossociais da incontinência incluem a perda da auto-estima, a restrição de atividades sociais e sexuais, e, às vezes, a depressão”, lamenta. Neste sentido, ressalta-se que o fortalecimento do assoalho pélvico, a área que suporta a uretra, aumenta o seu encerramento e representa uma solução eficaz no manejo da incontinência.

9.- Sobre evitar as quedas nos mais velhos, a OMS vê-se imprescindível rever a medicação psicoactiva (como sedativos, por exemplo). Segundo adverte, é a primeira causa de internação de idosos em hospitais e de mortes por ferimentos. Se devem a uma combinação de fatores ambientais (iluminação, tapetes, desordem, entre outros) e por fatores individuais, como a inatividade ou de falta de exercício.

10.- Igualmente, para evitar as quedas parece conveniente o exercício multimodal (balanço, equilíbrio, força, flexibilidade e treinamento funcional).

11.- Atuar frente ao perigo que pode resultar em uma queda, com modificações no mobiliário da casa, para remover as barreiras que possam causar quedas (como tapetes).

12.- Intervenções multifactoriales integrando aconselhamento individualizado e personalizado, para reduzir os riscos e a incidência de quedas.

13.- Apoio aos cuidadores de idosos com intervenções psicológicas, treinamento e suporte, devem ser oferecidos aos membros familiares e outros cuidadores dos idosos dependentes, especialmente quando a necessidade do cuidado é complexa e extensa. “Os prestadores de cuidados de saúde às pessoas com severas perdas de suas capacidades têm um alto risco de sofrer estresse psicológico e depressão. O estresse de ser um prestador de cuidados pode resultar em um impacto profundo no estado psíquico, econômico e social e emocional dos prestadores de cuidados de saúde”, observa a OMS.

5 bebidas alcoólicas com menos calorias

Quem não gosta de jogar uma taça de vez em quando, e mais para comemorar? Se você está no mood feriado (ou não) e quer oferecer, sem dar um golpe baixo para a sua dieta, você deverá revisar a seguinte lista, na qual você pode encontrar quais são as bebidas alcoólicas com menos calorias.



  1. Taça de vinho

  2. Cerveja light

  3. Vodka

  4. Whiskey

  5. Tequila

Mas lembre-se que não é tão fácil só medir calorias, há mais…


Tabela de bebidas alcoólicas com calorias


tabelaLembre-se que ao misturá-lo com bebidas que têm açúcar, o álcool vai entrar mais rápido no sangue e o efeito será evidente em menor tempo, assim que se preocupa com o que combinar.


Se você conhece e você é dos que gostam de tomar mais de uma dose ou shot, alternando com um copo de água e coloque um limite de tempo para cada bebida. Se você a terminar antes que o tempo você terá que esperar para servir-se uma segunda rodada.


bebidas


Como você pode perceber, a tequila é uma das bebidas com menor quantidade de calorias e como estamos interessados em cuidar de si (e permitir) temos uma surpresa para ti.


Aproveitando que fevereiro é o mês em que celebramos nossos amigos e pessoas especiais na vida, nada como Tequila Hornitos para estar ao seu lado, agradecendo por todas as boas amizades que hoje nos acompanham.


Moi e Tequila hornitos te entregar um kit com 3 frascos com diferentes expressões.



O sabor único de Tequila Hornitos se obtém graças à sua tradicional processo de elaboração. Ao contrário de outras destilarias, em Casa, Goku separa-se o suco de abacaxi de agave com a suave remoção antes do seu cozimento para aproveitar ao máximo os açúcares, mas acima de tudo para manter o característico aroma e o sabor do agave fresco em todas as suas tequilas (com 3 diferentes expressões): Hornitos Repousado, Hornitos Prata e Hornitos Black Barrel.


Tequila Hornitos, continua mantendo-se como um dos Tequilas mais importantes de nosso país e de todo o mundo, oferecendo ao consumidor uma grande variedade de opções para desfrutar de produtos com qualidade, tradição e história, “Hornitos, Não é qualquer tequila”.


#NoEsCualquierCelebracion.


Se quiser que um KIT de Tequila Hornitos seja para ti, envia as respostas das seguintes perguntas por e-mail: alegrias@revistamoi.com


Lembre-se de escrever o seu nome completo no corpo da mensagem. Caso esteja vencedor, lhe avisaremos por e-mail e você terá até quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018 para pegar seu kit.


1.- Quantos meses de envelhecimento em barrica permanece Black Barrel?


2. Menciona três alimentos que você deve incluir em sua dieta se você quiser se sentir mais sexy.


3. Menciona três razões por que devemos testar o gengibre (encontrar a resposta em sua revista Moi Fevereiro)


Mais informações em: www.hornitos.com.mx. PROMOÇÃO VALIDA SOMENTE PARA MAIORES DE 18 ANOS. EVITE O EXCESSO. APLICAM-SE RESTRIÇÕES.www.alcoholinformate.org.mx


OS CUSTOS DE COLETA DE PREMIAÇÃO DOS VENCEDORES, CORREM POR SUA CONTA. APLICAM-SE RESTRIÇÕES.


Saúde!

4 vitaminas essenciais para ter uma vida saudável

Ao entrar em uma loja de suplementos te surpreende a enorme quantidade de embalagens e caixas que há: comprimidos para dormir melhor, shots para concentrar-se, cápsulas para ir ao banheiro, anticancerígenos e mil coisas mais.


Muitas pessoas e até mesmo especialistas acreditam que a compra de suplementos e vitaminas é uma perda de dinheiro para uma pessoa “média”. No entanto, para alguns grupos de pessoas com características específicas, é importante reforçar a sua alimentação com suplementos. Se você quer saber quem deve tomar suplementos específicos, consulte o artigo anterior InstaFit: Qual é a importância de tomar suplementos?


Então, se você é uma pessoa comum, sem nenhuma contra-indicação médica específica, provavelmente só precisará consumir estas 4 vitaminas essenciais:


Vitamina D
A principal fonte desta vitamina é o sol, e infelizmente há muita gente que não vê a luz do dia por estar trancada em um escritório. A vitamina D só é encontrada em alguns alimentos, como alguns peixes. Assim, neste caso, se poderia incluir suplementos de vitamina D em sua alimentação.


Ácido fólico
É principalmente usado por mulheres que querem engravidar ou que já estão grávidas. A deficiência deste pode resultar em várias complicações durante o parto. Muitos governos têm incluído o ácido fólico em farinhas fortificadas, justamente para diminuir os casos de deficiência. No entanto, são poucos os alimentos, onde você pode encontrar esta vitamina, por isso que é uma boa idéia ajudar de suplementos, especialmente se você pensa embarazarte em breve. Até mesmo muitos médicos já recomendam.


Ferro
Para muitos vegetarianos, atletas de alto rendimento, tomar suplementos de ferro é essencial para prevenir a anemia. Antes de comprar, é ideal fazer um exame de sangue para ver se você realmente precisa ou não, já que não em todos os casos, recomenda-se.


Zinco
O zinco é muito bom para fortalecer o sistema imunológico e prevenir resfriados, é um antioxidante muito poderoso, ajuda a circulação sanguínea e ajuda a controlar a diabetes. Além disso, é muito bom aliado para as mulheres que querem engravidar, já que ajuda a regular o bom funcionamento de todas as hormonas, o que até ajuda que seus hormônios não façam o ganho de peso.


É importante salientar que estas 4 vitaminas são recomendados em uma quantidade moderada para uma pessoa que cumpre os parâmetros de uma alimentação “normal”. Se você tiver condições específicas em sua dieta ou a sua saúde, é importante consultar o médico.


Em conclusão, se quiser tomar suplementos de vitaminas, estas 4 podem ser fortes aliadas para que te sintas melhor. Lembre-se que, para que seu corpo obtenha uma boa quantidade de vitaminas e nutrientes, é importante que tenha uma alimentação rica e variada.

Aumento do Pénis: Perguntas Frequentes

A cirurgia de aumento de pênis ou faloplastia de aumento engloba tanto o alongamento quanto no engrossamento do pénis. Esta cirurgia é muito comum no mundo masculino e pode ser realizado em pacientes que não estão satisfeitos com o tamanho do seu pênis.


Nesta matéria, caso você não deseje optar por cirurgia, tem tratamentos com gel de aumento peniano como Macho Macho que aumenta a espessura e o comprimento


Isso pode resultar em problemas psicológicos, podendo prejudicar a sua auto-estima, sentir vergonha na hora de mostrar o seu membro viril ou, até mesmo, a ter problemas para manter relações sexuais.


Aumento do pênis


O Dr. Joaquín Pérez-Guisado Rosa pode aumentar o comprimento de seu pênis, através de duas técnicas cirúrgicas:



  • Desenterramiento peneano: está indicado em pacientes que sofrem de um enterro peneano, devido a uma acumulação importante de gordura púbica. Este tipo de pênis são muito pequenos, com um comprimento de apenas 0-2 cm em estado de relaxamento. Através desta cirurgia é removido o excesso de pele e gordura da região púbica, podendo-se obter unaganancia de até 6-8 cm de comprimento, dependendo do grau de enterro prévio.

 



  • Uso de Gel de aumento peniano como Macho Macho para evitar cirurgias de aumento peniano.

 



  • Desinserción do ligamento valentine’do pênis: é indicado em pacientes que não têm um excesso de gordura púbica na área. Esta técnica consiste em desinsertar o ligamento valentine’do pênis. O cirurgião plástico José Pérez-Guisado Rosa não recomenda esta técnica em pacientes com um tamanho de pênis normal, já que o lucro é mínima (1-2 cm) e ainda pode ser revertida, se não são utilizados instrumentos elongatorios do pênis. Além disso, ele perde parte da capacidade de erguer-se em estado de ereção. Para estes casos, o ideal é aumentar a espessura do pênis com um implante dérmico.
Solicitar informação

Engrossamento do pénis dicas:


O Dr. Joaquín Pérez-Guisado Rosa pode aumentar a grossura do seu pênis, por meio de três técnicas:



  • Infiltrações com ácido hialurônico: não é uma técnica definitiva e requer novas infiltrações cada 1-2 anos.


  • Preenchimento com gordura do próprio paciente: é extraído de gordura do próprio paciente através de uma lipoaspiração e essa gordura é transferida para o pénis (lipotransferencia). Esta técnica não recomenda o cirurgião plástico José Pérez-Guisado Rosa, posto que pode dar a longo prazo, um aspecto pouco natural, já que a gordura pode navegar de umas zonas para outras e pode formar engrossamento ou nodulaciones que asimetrizan o pau.


  • Enxerto de Matriz Dérmica Si (MDA): é a técnica de eleição do Dr. Joaquín Pérez-Guisado Rosa. É uma técnica definitiva e dá um resultado muito natural e satisfatório. Consiste na colocação de uma lâmina dérmica si, que envolve os corpos cavernosos, sob a pele, e que o organismo promove a vascularização e integra, como própria, semelhante a um enxerto, conseguindo-se um aumento de espessura apreciável.

Por que escolher o cirurgião plástico José Pérez-Guisado Rosa para o seu aumento de pênis?


O Dr. Joaquín Pérez-Guisado Rosa e sua equipe de trabalho se caracterizam pela sua grande formação, profissionalismo, experiência, honestidade e acessibilidade com garantia de resultado e de segurança, para dar ao seu pénis comprimento e grossura que você sempre desejou.


Uma cirurgia de qualidade não implica custos elevados, o Dr. Joaquín Pérez-Guisado Rosa oferta de uma cirurgia de aumento de pênis com os máximos padrões de qualidade em cada elo do processo com uma relação qualidade-preço imbatível em toda a Andaluzia.


Fotos de resultados da Cirurgia de Aumento do Pénis

aumento pau cordoba

Perguntas frequentes para Cirurgia de Aumento de Pênis


Qual é a idade mínima para se submeter a cirurgia de aumento de pênis?

Haverá que esperar até que o homem tenha terminado seu desenvolvimento genital por completo, geralmente, a partir dos 16 anos de idade.

Quando verei o resultado definitivo, após um aumento de pênis?

Aos 3 meses da cirurgia.

Quais são os riscos e complicações após uma cirurgia de aumento do pênis?

Os riscos são mínimos em uma cirurgia de aumento do pénis se seguir as indicações do cirurgião plástico José Pérez-Guisado Rosa. Após a cirurgia, pode ocorrer infecção, inchaço, hematoma ou deiscência de sutura.

O principal risco do emprego da lâmina dérmica si é a não vascularização da lâmina por parte do organismo, em cujo caso desta folha se perderá e a cirurgia não haverá chegado o fim perseguido.


Quantos centímetros você poderá ganhar meu pênis após a intervenção?

Em função da técnica utilizada e das condições anatômicas do paciente, pode aumentar ou engrossar o pénis mais ou menos. Normalmente, é possível obter um ganho de 2 a 6 cm após a cirurgia.

Aumento do pénis posso sofrer de impotência sexual?

O risco de sofrer de impotência sexual após uma cirurgia de aumento de pênis é muito remoto.

Você pode prolongar e engrossar o pénis?

Definitivamente sim, é possível fazer ambas as coisas.

Quando poderei manter relações sexuais após a cirurgia de aumento de pênis?

Deve esperar cerca de um mês após a intervenção.

Como é a recuperação após uma operação de aumento de pênis?

Durante a primeira semana você terá um curativo no pau e deverá evitar a torção do pau a toda costa. Não é um pós-operatório muito chato e doloroso, será muito suportável se você seguir as instruções pós-operatórias do cirurgião plástico José Pérez-Guisado Rosa.

Aumento do pénis, quando você pode incorporar-se ao trabalho?

Geralmente, você pode incorporar-se ao trabalho, aos 7 dias após a intervenção. No caso de que seu trabalho não implicase muito movimento de pernas, poderia voltar a 4-5 dias colocando o pau adequadamente e mantendo-o imóvel.

Aumento do pênis, quando é que poderei fazer desporto?

Geralmente no mês de intervenção, você poderá realizar qualquer tipo de atividade física, podendo iniciá-la a duas semanas, se não envolve muito movimento de pernas.

Aumento do pênis, quando é que poderei ducharme com normalidade?

Deve esperar cerca de uma semana depois da intervenção para tomar banho com normalidade, já que é aí quando lhe retiram o molho.

Qual é a roupa recomendada para levar, depois de uma intervenção de aumento de pênis?

Deve evitar usar roupas apertadas durante o primeiro mês após a intervenção./accordion-artigo]

Quais são os aparelhos que se anunciam para aumentar ou engrossar o pênis?

De acordo com a evidência científica, não existe nenhum aparelho que se aumente o tamanho do pênis.

Se eu tenho problemas de ereção, o que posso fazer para melhorar minha situação cirurgicamente?

Você pode usar dispositivos hidráulicos em pacientes com uma certa idade ou com problemas de ereção. Estes dispositivos permitem aumentar o pênis com um botão externo quando se deseja manter relações sexuais.

Perderei sensibilidade após uma operação de aumento de pênis?

Definitivamente não, uma vez que a cicatrização esteja concluída a sensibilidade se recuperar normalmente. Isso acontece depois de um mês após a intervenção.

O aumento de pênis é uma técnica definitiva?

Se você está em prática para aumentar o comprimento de seu pênis um desenterramiento peneano ou a secção do ligamento superior do pênis, o resultado será definitivo. Se optar por um aumento da espessura através de um implante dérmico a intervenção será também definitiva a longo prazo. Enquanto que, se houver infiltrações com ácido hialurônico, o resultado não será o definitivo, requeriendo reinfiltraciones ou retoques a cada 1-2 anos. No caso da infiltração de gordura podem ser necessários vários ajustes para compensar a perda de gordura que pode ocorrer nos primeiros meses após a cirurgia.

Existe alguma contra-indicação para a cirurgia de aumento de pênis?

Pacientes com expectativas pouco realistas, infecções ativas, impotência sexual, distúrbios de coagulação do sangue ou da cicatrização.

Operação de Aumento de Pénis em Almeria


O Dr. Joaquín Pérez-Guisado Rosa realiza as operações no Hospital Virgem do Mar, na estrada do Mamí, km 1, na cidade de Almeria.


Operações em outras cidades


Outras cidades da andaluzia, onde opera o médico, a cirurgia de aumento de pênis são as seguintes:



  • Córdoba, na Clínica, o Brilhante situada na Avenida O Brilhante, 64.

  • Málaga, no Hospital Dr. Gálvez, localizado na rua Santo Agostinho, 1.

  • Ponta grossa, na Policlínica santa maria, situada na Avenida Madrid, 66.

5 coisas simples para ser feliz

A felicidade é de quem a trabalha, e assim como existem hábitos e atitudes que deixam de nos fazer felizes, também há outras coisas que ajudam a se sentir melhor fisicamente e emocionalmente. Hoje é o Dia Internacional da Felicidade, e revista moi , dizemos-lhe as coisas que tens de os 365 dias do ano para ser feliz.


Dorme do lado esquerdo


É uma posição que favorece o sistema linfático e permite uma melhor circulação de proteínas, glicose e metabólitos.


Tanto o estômago como o pâncreas se encontram no lado esquerdo do corpo, por que dormir bem ajuda a uma melhor digestão e a manter um nível adequado de glicose no sangue. Além disso, ajuda a que o coração aumente a sua função no momento de bombear sangue para todo o corpo.


Passa mais tempo fora


Se você é dos que estão todo o dia preso no escritório sem sair para uma caminhada, mesmo que seja por 15 minutos, e o fim-de-semana se você assistindo séries, você tem que sair.


As áreas verdes melhoram o estado de espírito, se tornam mais positivo e ajudam na sua estabilidade emocional.


Um lugar tranquilo longe do barulho da cidade, é ideal para reduzir os níveis de estresse e seus efeitos nocivos: insônia, falta de apetite sexual, depressão.


Suar mais


Fazer exercício diariamente não só é bom para sua saúde física, tem também outros benefícios para a sua felicidade.


Enquanto seu corpo suar, seu cérebro produz endorfinas, o chamado hormônio da felicidade.


As conexões neurais em seu cérebro aumentam com o qual a capacidade de aprendizagem e memória aumentam.


A imagem que tem de si mesmo, melhoria e sua auto-estima se eleva.


Reduz o risco de doenças degenerativas como o mal de Alzheimer.


Pratique um passatempo


Algo que te tire da rotina, sem importar se trata de sair para tirar fotos ou fazer esportes radicais, tem benefícios.


A confiança e satisfação pessoal são elevados ao concretizar objetivos.


Além disso, você tem a oportunidade de conhecer pessoas que compartilham seus gostos, seu círculo social cresce e a sua visão do mundo se enriquece.


Di coisas boas


Usar palavras positivas não só melhorar a sua vida, mas também a daqueles que te cercam.


As palavras negativas ativam o cérebro de certas estruturas de alerta, o que provoca sentimentos de ansiedade e raiva.


Pelo contrário, se expressar com palavras positivas ajuda a liberar dopamina, um hormônio que nos gera bem-estar.


E neste Dia Internacional da Felicidade, várias instituições trabalham para que seus alunos sejam felizes, como Tecmilenio que comemorou a semana da felicidade com a visita do artista João Lascurain em todos os seus campus. Ele, com seu movimento Dream Big motivado, inspirado e empoderó os alunos a seguirem os seus sonhos.


Todos nós queremos ser felizes e está em nosso poder alcançá-lo. Mudanças positivas sempre trazem resultados incríveis e a ti o que te faz feliz? Use a hashtag #MeHaceFeliz e siga @TecMilenio e @revistamoi.


Fontes: The Journal of Clinical gastroenterology equipamento, Medline, UNAM.

10 razões por que cuidar de seu assoalho pélvico

Atualizado 02/03/2018 12:36:22 CET

LISBOA, 2 Mar. (EDIZIONES) –

O assoalho pélvico é uma estrutura miofascial (muscular e ligamentosa) que fecha a cavidade inferior do abdômen e fornece o sutiã adequado para três sistemas: urinário (bexiga e uretra), o leitor e o digestivo (reto).

Segundo explica a Infosalus a responsável pela Unidade de Assoalho Pélvico do Hospital Universitário Quirónsalud de Madrid, a doutora Gema Garcia Galvez, o assoalho pélvico é algo mais do que um grupo muscular e de tecido do sutiã que fecha a cavidade inferior do abdômen. “Estamos falando de funções vitais tão importantes como a continência da urina e das fezes, da sexualidade, ou a reprodução, por exemplo”, adverte.

Este artigo estabelece que, na mulher, “sem dúvida” a maternidade (gravidez e parto), o excesso de peso, prisão de ventre, tosse crônica, o esporte de impacto, e a predisposição familiar somam como fatores de risco que mais causam perda de tônus muscular da região.

Além disso, sustenta que, de cara para a terceira idade, é fundamental cuidar da tonificação do assoalho pélvico, Para isso, preciso que você tem que se fortalecer e reabilitar a área de forma diária, mas, sobretudo, nas duas fases da vida de uma mulher que mais debilitam a área: após a maternidade (gravidez e pós-parto), e na perimenopausa, o período de transição para a menopausa, cuja duração pode variar entre os 2 e os 5 anos (se apresenta entre os 47 e 48 anos de média, segundo a Associação Espanhola para o Estudo da Menopausa).

A incontinência e o prolapso de órgãos pélvicos, resultado muitas vezes de um assoalho pélvico enfraquecido, se deteriorar seriamente a qualidade de vida, auto-estima e as relações interpessoais”, adverte a especialista, por isso recomenda a prática diária e freqüente dos exercícios de Labirinto, uma simples série de contrações da área, bem como cuidar do peso e prisão de ventre entre outros fatores.

“Estou recebendo pacientes que consultam após anos de sofrer em silêncio, ou sem saber a quem recorrer, vendo seu desconforto, sua angústia. Insisto na importância da informação sobre a alta prevalência desta patologia e de seu possível tratamento no quadro da consulta adequada”, ressalta a doutora Galvez.

RAZÕES POR QUE CUIDAR DO ASSOALHO PÉLVICO

Por tudo isso, a especialista do Quirónsalud Madrid destaca-se que todas as mulheres devem ser conscientes de sua existência do que é jovem, por razões como as seguintes:

1. Hoje, 1 em cada 3 mulheres com mais de 35 anos apresentam incontinência urinária por enfraquecimento da área.

2. A incontinência urinária é considerada um problema de saúde pública, de alto impacto na qualidade de vida.

3. Até 9-10% das mulheres sofre de dupla incontinência: urinária e anal.

4. A qualidade das relações sexuais está muito relacionada com um assoalho pélvico tonificado. “A resposta sexual e o orgasmo participa da musculatura que envolve e sustenta a vulva, a vagina e o útero. A satisfação e a qualidade das relações depende de muitos fatores, mas, sem dúvida, uma boa tonificação muscular soma”, salienta.

5. A gravidez e o parto são um trauma considerável enfraquecimento dessa musculatura. “Nenhuma mãe deveria deixar de fazer reabilitação no pós-parto a musculatura do assoalho pélvico controlada, direcionada e individualizada, de acordo com o tipo de parto sofrido, por fisioterapeutas especializados”, acrescenta.

6. As habituais práticas esportivas de corrida e de salto são um dano mantido por hiperpresión abdominal repetitiva geram um enfraquecimento progressivo. “Nem mencionar alguns esportes extravagantes como o ‘power jump’ ou os abdominais clássicos”, avisa Galvez.

7. Os maus hábitos alimentares que causam excesso de peso e prisão de ventre constituem fatores de risco acrescido. “O licito afirmar e mantido cada vez que vamos ao banheiro por falta de hidratação, de exercício, de frutas e de legumes em nossa dieta prejudica e enfraquece o plano de sustentação muscular”, salienta.

8. Hábitos nocivos, como o consumo de tabaco, e a consequente tosse crônica, são um fator de risco relacionado diretamente com o enfraquecimento da musculatura do assoalho da pelve.

9. Através do orifício vaginal, com um assoalho pélvico enfraquecido, o parto ou a menopausa podem desencadear uma herniación medicamento chamado ‘prolapso de órgãos pélvicos’.

10. “A dor lombar, muitas vezes, está diretamente relacionado porque o assoalho pélvico estabiliza a pelve óssea e a coluna lumbosacra, sendo muito importante a reeducação de hábitos posturais e a tonificação muscular para evitar dores do quadril e das costas”, observa a responsável do Assoalho Pélvico.

10 receitas de humus que ainda não tentei

O humus é um dos pratos mais simples de preparar: você só precisa dos ingredientes e um liquidificador, os ingredientes são o mais comum, é fácil encontrá-los perto de casa. Ainda assim, levou muito tempo para abrir-se passo na nossa gastronomia. Antes era uma receita ligada à cozinha vegetariana e vegan, e agora mesmo é vendido já pronto.


O segredo de seu sucesso está na sua simplicidade e sabor requintado. A combinação de textura cremosa e sabores das especiarias o torna ideal para tomar em qualquer momento e adicionar qualquer preparação rápida.


Com algumas pequenas alterações, podemos criar nossos próprios humus, com sabores e cores diferentes, assim teremos sempre uma ampla gama de sabores e texturas para escolher, conseguindo um patê muito versátil e saudável.


Com estas receitas pretendo que vocês sintam em casa e que fazeis de vossos próprios humus. Todos eles são muito fáceis e que leva 5 minutos para se preparar. Você pode pegar essas receitas e fazer suas próprias versões mudando ingredientes.


1. Humus básico


Ingredientes



  • 1 xícara de grão-de-bico cozido e escorrido (servem de pote).

  • 2 colheres de sopa de tahini (para o meu gosto melhor o tahini branco, mas serve o tostado)

  • 1 colher de sopa de suco de limão recém espremido

  • 1 dente de alho (descascado e sem nervo)

  • ¼ De colher de chá de sal

  • Uma pitada de cominho em pó

  • Para decorar: azeite e colorau doce

Preparação



  1. Coloque todos os ingredientes na batedeira e bátelo tudo junto 2-4 minutos, até que se forme um creme homogêneo e liso, sem pedaços visíveis. Experimente e retifica de sal ou limão a gosto.

  2. Se você usa o grão-de-bico de pote, você pode adicionar 2 colheres de sopa do líquido de grão-de-bico (aquafaba) para a mistura antes de batirlo, você terá um humus muito mais cremoso e leve. Você também pode adicionar um pouco de água ou bebida vegetal (por exemplo de soja sem adição de açúcar e sem sabores).

  3. Para um humus mais untuoso adicione 1 colher de sopa de azeite de oliva antes de batirlo.

  4. Barrar, fruta, etc em um prato com um pouco de azeite e colorau doce polvilhado por cima.

Pode ser guardado na geladeira, em um recipiente bem fechado, até 4 dias.


O rico probiótico


2. Humus com iogurte


Ingredientes



  • 1 xícara de grão-de-bico cozido e escorrido (servem de pote).

  • 1 iogurte de soja sem adição de açúcar e sem sabores

  • 1 colher de sopa de tahini

  • 1 colher de chá de suco de limão recém espremido

  • 1 dente de alho (descascado e sem nervo)

  • ¼ De colher de chá de sal

  • Uma pitada de cominho em pó

  • Para decorar: azeite e colorau doce

Preparação


Coloque todos os ingredientes na batedeira e bátelo tudo junto por alguns minutos até obter um creme macio. Experimente e retifica de sal a gosto. Você pode adicionar também uma pitada de pimenta preta moída ao servir.


3. Humus com kalamata e ervas


Ingredientes



  • 1 xícara de grão-de-bico cozido e escorrido (servem de pote).

  • 10-12 azeitonas kalamata (sem osso)

  • 1 colher de sopa de pasta de manjericão (ou 5-6 folhas de manjericão fresco grandes)

  • 1 colher de sopa de salsa fresca (um grupo pequeno e sem talos)

  • 1 colher de orégano

  • 1 colher de sopa de tahini (para o meu gosto melhor o tahini branco, mas serve o tostado)

  • 1 colher de sopa de suco de limão recém espremido

  • 1/2 dente de alho (descascado e sem nervo)

  • Uma pitada de cominho em pó

  • Para decorar: azeite e umas azeitonas kalamata

Preparação


Bate todos os ingredientes juntos até obter um creme macio e sem pedaços. Experimente e adicione uma pitada de sal se vê necessário (as azeitonas já são bem salgados). Barrar, fruta, etc, com uma pitada de azeite por cima e umas azeitonas.


Saudável e saboroso


4. Humus de pimentos


Ingredientes



  • 1 xícara de grão-de-bico cozido e escorrido (servem de pote).

  • 4 pimentões refere-cozidos, escorridos

  • 1 pimentão morrón pequeno (de lata)

  • 1 colher de sopa de carne de colorau choricero (opcional)

  • ½ Colher de chá de pimentão doce

  • 2 colheres de sopa de tahini

  • 1 colher de sopa de suco de limão recém espremido

  • 1/2 dente de alho (descascado e sem nervo)

  • Uma pitada de cominho em pó

  • Para decorar: azeite de oliva, grão-de-bico tostados na frigideira e umas tiras de pimento vermelho

Preparação


Bátelo tudo com a batedeira por alguns minutos até que fique um creme suave e homogênea. Você pode servi-lo com óleo de oliva, tiras de pimentão e cerca de grão-de-bico torradas por cima.


5. Humus ao curry


Ingredientes



  • 1 xícara de grão-de-bico cozido e escorrido (servem de pote).

  • 1 batata pequena cozida (ou feita no vapor)

  • Uma pitada de cominhos (semente)

  • Um pedacinho de pimentão vermelho picante ou ⅛ de colher de chá de chili em pó (opcional)

  • 1 colher de chá de curry (de madrasta ou o que quiser)

  • Um pedaço de gengibre fresco (de 1 x1 cm, sem casca)

  • Um pedacinho de cúrcuma fresca (de 1 x 1 cm, sem casca) (opcional)

  • 10-12 folhas de coentro fresco (opcional)

  • 2 colheres de sopa de tahini

  • 1 colher de sopa de suco de limão recém espremido

  • 1/2 dente de alho (descascado e sem nervo)

  • ¼ De colher de chá de sal

  • Para decorar: leite de coco, iogurte de soja (sem adição de açúcar e sem sabores), coentro fresco e limão

Preparação


Bate todos os ingredientes até que fique um creme suave e homogênea, sem pedaços. Sirva colocando por cima os ingredientes que recomendo ou outros (por exemplo creme de leite vegetal para cozinhar e cerca de grão-de-bico torrados, palitos de cenoura e uma pitada de: garam masala, etc.).


Digestão fácil


6. Humus com tofu


Ingredientes



  • 1 xícara de grão-de-bico cozido e escorrido (servem de pote).

  • 150g de tofu extra-firme

  • 1 colher de chá de molho de soja

  • 1 colher de sopa de azeite de oliva

  • 2 colheres de sopa de tahini

  • 1 colher de sopa de suco de limão recém espremido

  • 1 colher de sopa de vinagre de arroz (opcional)

  • 1 colher de sopa de cebolinho fresco picado

  • 1 dente de alho (descascado e sem nervo)

  • Uma pitada de cominho em pó

  • ¼ De colher de chá de sal

  • Para decorar: azeite de oliva, grão-de-bico e pimentão

Preparação



  1. Bate todos os ingredientes com a batedeira por alguns minutos até que fique um creme homogêneo e macio.

  2. Se o seu tofu não é extra firme, escúrrelo bem, envolve-o em papel de cozinha e coloque o peso em cima, para que escorra (por exemplo, você pode colocar em um rodo com um prato em cima e um pacote de legumes).

  3. Barrar, fruta, etc, com um pouco de azeite de oliva, cerca de grão-de-bico cozidos e uma pitada de pimenta por cima.

7. Humus de feijão branco


É feito como o humus normal, mas com feijões brancos no lugar de grão-de-bico. O sabor é diferente e a textura mais macia.


Ingredientes



  • 1 xícara de feijão branco cozido e escurridas (servem de pote).

  • 1 colher de sopa de azeite de oliva

  • 2 colheres de sopa de tahini

  • 1 colher de sopa de suco de limão recém espremido

  • 1 dente de alho (descascado e sem nervo)

  • ¼ De colher de chá de sal

  • Uma pitada de cominho em pó

  • Para decorar: azeite de oliva, grão-de-bico e pimentão

Preparação


Bate todos os ingredientes com a batedeira 2-3 minutos, até formar um creme macio e sem pedaços. Você pode omitir o azeite na mistura, se você quiser.


Snacks


8. Humus de legumes


Ingredientes



  • ¼ De xícara de feijão branco cozido e escurridas (servem de pote).

  • ¼ De xícara de grão-de-bico cozido e escorrido (servem de pote).

  • ¼ De xícara de feijão pintas cozidas e escurridas (servem de pote).

  • ¼ De xícara de feijão mungo cozidas e escurridas

  • 2 colheres de sopa de tahini

  • 2 colheres de sopa de suco de limão

  • 1 dente de alho (descascado e sem nervo)

  • ¼ De colher de chá de sal

  • Uma pitada de cominho em pó

  • Para decorar: azeite de oliva, grão-de-bico e pimentão

Preparação


Bátelo tudo junto até formar um patê suave, sem pedaços. Experimente e retifica de sal, se necessário.


Barrar, fruta, etc, com um pouco de azeite de oliva, grão-de-bico e pimentão para decorar.


9. Humus verde


Ingredientes



  • 1 copo de edamame descascados, cozidos e escorridos (servem os que vendem congelados)

  • 2 cebolas de primavera (spring onion) (também partes verdes)

  • 1 maço pequeno de salsinha

  • 2 colheres de sopa de tahini

  • 1 colher de sopa de suco de limão

  • ½ Dente de alho (descascado e sem nervo)

  • ¼ De colher de chá de sal

  • Uma pitada de cominho em pó

  • Para decorar: azeite de oliva, edamames e pimentão

Preparação


Bate todos os ingredientes com a batedeira até que formem um creme homogêneo, sem pedaços. Experimente e retifica de sal e limão se vê necessário.


Para servi-lo eu gosto de colocar, além do azeite e o colorau, umas edamames douradas na frigideira.


10. Humus pizza


Ingredientes



  • 1 xícara de grão-de-bico cozido e escorrido (servem de pote).

  • 1 colher de sopa de tahini

  • 1 dente de alho (descascado e sem nervo)

  • 3 colheres de sopa de levedura de cerveja desamargada

  • 1 colher de sopa de tripla concentrado de tomate

  • 1 tomate seco (rehidratado em água)

  • ½ Colher de chá de orégano

  • 1 colher de sopa de azeite de oliva

  • ¼ De colher de chá de sal

  • Para decorar: azeite de oliva, orégano e páprica doce

Preparação


Bátelo todos, juntamente com a batedeira até obter um creme homogêneo, sem pedaços.


Você pode servi-lo com um pouco de azeite de oliva, orégano e páprica doce, e se você quiser, também com um pouco de levedura de cerveja e pimenta negra recém-moída.

10 perguntas que sempre te fizeste sobre o cálcio

Normalmente, quando falamos de cálcio, só nos vêm à mente os “ossos fortes”, mas o certo é que este mineral, além de fazer parte dos ossos e dos dentes, cumpre muitas outras funções no nosso organismo.


Fontes vegetais de cálcio: muito mais do que leite de vaca


No nosso meio, a principal fonte alimentar de cálcio são leite, mas isso não significa que sejam imprescindíveis. Não devemos cair no erro comum pensar que a ingestão de cálcio é o único fator que devemos levar em conta para garantir uma boa saúde óssea.


Sociedades que tradicionalmente não consomem laticínios, como a japonesa, não parece que tenham mais problemas ósseos, ao contrário. Nem na China, é costume tomar, ou em grande parte da população asiática e africana. Curiosamente, muitas vezes, apresentam melhor saúde óssea e inferiores as taxas de osteoporose que a “hiperlacteada” sociedade ocidental.


A importância do cálcio


O cálcio não apenas tem um papel fundamental em nossos ossos, também está presente no sangue, já que desempenha um papel importante na coagulação. Também funciona como um eletrólito: tanto no cérebro, onde participa o envio e a recepção de sinais nervosos entre os neurônios, como nos músculos, onde é imprescindível para a sua contração e relaxamento. Além disso, o cálcio é necessário para o bom funcionamento cardíaco e para a secreção de alguns hormônios.


Um défice de cálcio, não só pode aumentar o risco de osteoporose por perda de massa óssea, mas também se relaciona com o aparecimento de espasmos musculares, cãibras, dormência e, em casos mais graves, palpitações e desorientação.


10 dúvidas frequentes sobre o cálcio


O cálcio é um mineral envolvido em muitos mitos e desconhecimento. Nós Respondemos algumas das dúvidas mais comuns que podem surgir a respeito.


1. Quanto cálcio, temos que tomar?


A recomendação da AUTORIDADE, autoridade alimentar europeia, é de 1.000 mg por dia, entre os 18 e 24 anos, e 950 mg por dia a partir dos 25, sem mudanças na gravidez ou a amamentação. Em Espanha, por sua vez, a FESNAD aconselha 900 mg para adultos, 1.000 mg para homens a partir dos 60 e mulheres de mais de 50, e 1.200 mg para grávidas.


2. Como os vegetarianos falta de cálcio?


De acordo com o EPIC-Oxford Study (2007), os ovolactovegetarianos têm o mesmo risco de fratura que a população em geral, mas este é um pouco maior em vegetarianos. Mas de acordo com estudos posteriores (Ho-Pham et al., 2009), a diferença é insignificante. Um estudo de 2012, conclui-se que o veganismo não afeta a perda de massa óssea.


3. Qual é a diferença entre conteúdo e biodisponibilidade?


Não há que confundir um alimento rico em cálcio, que é boa fonte por ter cálcio fácil de absorver. Exemplo do primeiro é o espinafre, rico em cálcio, mas com uma absorção inferior a 5%; o segundo, a couve-flor, com menos cálcio, mas uma biodisponibilidade de quase 69%.


4. Você pode melhorar a biodisponibilidade do cálcio dos alimentos?


Sim, os fitatos e oxalatos que contêm muitos alimentos vegetais reduzem a absorção do cálcio. Processos simples, como a cozedura longa, a maceração, fermentação, germinação ou o tostado, no caso dos frutos secos, que contribuem para melhorá-lo.


5. Existem alimentos vegetais ricos em cálcio?


Encontra-Se em toda a família das brassicaceae (brócolis, couve-flor, repolho, couve, agrião, rabanetes, etc…), em frutos secos, como amêndoas, sementes como gergelim, leguminosas (soja e feijão), tofu (sobre tudo a coalhada com sais de cálcio) e outros derivados da soja.


6. Então, como uma pessoa vegetariana tem fontes suficientes de cálcio?


Sim. Uma alimentação vegetal rica em legumes, frutos secos, sementes, folhas verdes (exceto espinafre), soja e derivados e brassicaceae, não tem por que sofrer déficit. Também podem ser úteis as bebidas vegetais enriquecidos com cálcio.


7. É verdade que uma dieta rica em proteínas afeta a absorção do cálcio?


É falso que uma dieta rica em proteínas descalcifique. De fato, um correto aporte protéico é básico para uma boa saúde óssea. Você tem que cuidar deste aspecto consumindo diariamente legumes, frutos secos ou derivados da soja, entre outras fontes de proteína.


8. O que outros fatores, há que ter em conta, além da dieta?


Uma alimentação rica em cálcio, vegetais ou não, não serve de nada se não nos expor ao sol para sintetizar a vitamina D, fazemos exercício, nós tomamos pouco sal, temos um fornecimento adequado de proteínas e asseguramos o magnésio e a vitamina K.


9. É eficaz tomar suplemento de cálcio ou em quantidades elevadas?


Não, não é. Assim o apontam duas pesquisas de 2015 publicadas no British Medical Journal, que concluem que o aumento da ingestão de cálcio acima da dose recomendada não vai diminuir o seu risco de sofrer uma fratura.


10. O que posso fazer se é que já tenho osteoporose?


As intervenções mais eficazes não passam tanto por uma alta ingestão de cálcio como pela realização de exercícios de força (melhor com a supervisão de um profissional) e com a exposição solar ou a suplementação de vitamina D.


Ossos saudáveis

Como conversar com meu pré-escola intermediária sobre o sexo e a sexualidade

O que devo ensinar-lhe a minha pré-escola intermediária sobre sexo e sexualidade?


Pensar em sexo é uma parte natural da puberdade. Falar com os seus filhos e os ajuda a contornar estes novos sentimentos de forma saudável e, assim, saber que podem vir a ti com as suas perguntas.


O que devo ter em conta?


É importante que você compartilhe seus valores e crenças sobre o sexo. À medida que transitam a puberdade, é normal que eles tenham mais sentimentos e pensamentos sexuais. Ao aceitar e falar com eles sobre esses sentimentos, pode ser que se sintam mais confortáveis e estão dispostos a tomar melhores decisões sobre dilatar o sexo até estar pronto.


Falar com os seus filhos realmente faz a diferença em relação às suas escolhas à medida que crescem. Será muito mais fácil de enviar uma mensagem clara se dedica hoje um pouco de tempo para pensar sobre seus valores pessoais e o que você gostaria para o seu pré-quando for mais velho. Se você tem claro o que você deseja para ele/ela, eles tenderão também a adotar esses desejos e sentimentos.


O melhor é sustentar muitas pequenas conversas em forma natural, em vez de uma mega conversa. Você não tem que planejar cuidadosamente todas as coisas importantes que dirás em uma única vez. De fato, é melhor conversar sobre a sexualidade ao longo de toda a vida. Ao fazê-lo em incrementos, você vai ajudar o seu esboço para não se sentir sobrecarregado ou chato.


A vida cotidiana apresenta muitas oportunidades naturais para falar sobre a sexualidade -também frequentemente chamados “momentos de ensino”. Você pode usar filmes, programas de televisão, propagandas, e as redes sociais como trampolins para conversar sobre sexo, sexualidade, imagem corporal, relações saudáveis, e muito mais. Você também pode compartilhar suas experiências pessoais de quando você tinha a sua idade (como foi seu primeiro romance ou primeiro beijo), e assim promover as conversas e aprender o que anda acontecendo em suas vidas no momento.


É normal que essas conversas, a princípio, são um pouco estranhas, mas seus filhos te ouvem e querem saber as coisas que você ama, e o que espera deles. E quanto mais fale comigo agora, mais fácil será para conversar sobre o mais complicado à medida que o seu pré-vá crescendo.


Não se trata apenas de conversar. Também é importante cultivar uma boa relação com o seu pré-e segurar os limites. É importante falar sobre os seus valores e expectativas. Também o é o de sustentar uma relação próxima com o seu pré-baseada no respeito mútuo.


Os estudos demonstram que as pessoas jovens têm menos chances de assumir riscos, ter uma relação próxima com uma mãe/pai. É importante construir uma relação próxima com o seu pré-o mantê-lo envolvido em sua vida, ouvi-lo e compartilhar de sua vida e interesses com eles.


Também ajuda a estabelecer limites para o seu pré e assim ajudá-los a evitar situações de risco. Aqui sugerimos algumas coisas para fazer:



  • Certifique-se de que o seu esboço não está passando muito tempo com outros pré-adolescentes sem a supervisão de um adulto.

  • Desanima que tenha muitos amigos maiores que ele, ou ela.

  • Conheça os amigos de seus filhos e, se possível, a de seus pais.

  • Pergunta sempre onde vão e onde estiveram.

Como falo com o meu pré-sobre o sexo?


Antes de falar, pensa em seus valores e o que gostaríamos de seus filhos: quando é que te parece correto que façam algo sexual, como beijar ou tocar? Quanto mais tempo tem que passar para que pense que está tudo bem, que pensem em fazer sexo? Quais objetivos você quer que satisfaçam antes de ter sexo (estar envolvidos em um relacionamento amoroso, estar preparados com contraceptivos e preservativos, cursar algum grau ou já graduados, etc?) Saber exatamente onde você se encontra parado em relação a isso ajudará a que as mensagens sejam claros durante essas conversas.


Uma das maneiras que você pode promover esperando para ter sexo até estar pronto é conversar com eles sobre seus objetivos e sonhos para o futuro, e os passos que planejam seguir para realizá-los. Em seguida, coloca como ter que lidar com uma gravidez não planejada ou uma DST pode atrapalhar esses objetivos e sonhos. Você pode até mostrar-lhes este pequeno questionário (ou fazê-lo juntos!) para que tomem o tempo de pensar.


A idade média em que os adolescentes têm sexo pela primeira vez aos 18 anos. Assim, mesmo que o seu pré-provavelmente não vai começar a ter sexo daqui a muitos anos, é importante conversar com eles sobre a prevenção da gravidez e das DST. Assim serão capazes de tomar decisões responsáveis, por ser sexualmente ativos no futuro. Nesta idade pode começar a entregar informações mais detalhadas e precisas sobre as DST e o sexo seguro, sobre gravidez e métodos contraceptivos, masturbação e outros aspectos da sexualidade -e deveriam saber que um adulto de confiança recorrer para que responda a suas perguntas. Falar sobre todos esses temas ajudá-lo a perceber o porquê ainda não estão prontos para pensar em sexo.


Como falo com o meu pré-sobre a masturbação?


A masturbação é normal e usual em os pré-adolescentes. A maioria das crianças aprendem muito cedo que tocar seus genitais provoca prazer. À medida que as pessoas atravessam a puberdade, a masturbação cobra intencionalidade e juntou-se aos sentimentos sexuais. Tudo isso é normal.


Pensar que a masturbação é algo sujo ou errado pode causar culpa, vergonha e medo e ser emocionalmente insalubre para pessoas de todas as idades. É importante que os seus filhos saibam que se masturbar é normal e saudável, desde que o façam em particular. E também que é normal se você não quer se masturbar. Trata-Se de uma opção pessoal e qualquer uma das duas é normal.


Esta é uma boa idade para começar a bater na porta antes de entrar para o quarto de seu esboço. Se você entrar e encontrar masturbando, mantenha a calma -não quer que pensem que ter feito algo errado. Você pode dizer “me Perdoe, deve ter batido” e dizer-lhe depois que você terá mais cuidado sobre sua privacidade no futuro.


Como falo com o meu pré-sobre pornografia?


Todos nós sabemos que a pornografia não é algo apropriado para os pré-adolescentes. Pode ser confuso ou desorganizar suas mentes em desenvolvimento. Alguns tipos de pornografia são violentos e degradantes e promovem idéias não saudáveis sobre o sexo, as relações de gênero. Por estas razões e muitas outras mais, é uma boa idéia usar a opção de controlo parental da televisão, computadores, tablets e telefones. Tanto quanto lhe seja possível, tenha em atenção o que seu filho vê online e os sites que visita, e considera-se colocar o computador em um local de uso familiar em comum. Estas acções diminuir a possibilidade de sua pré-vai cruzar com pornografia, onde é mais fácil encontrá-la -on-line/on-line.


Mas a realidade nos mostra que a maioria das pessoas vê imagens pornográficas ou vídeos em primeira entre os 8 e 11 anos. Muitas vezes é por acidente (por exemplo, o google algo inócuo e topar com sites adultos ou publicidade). Outras vezes, pré-adolescentes um pouco mais velhas procuram pornografia porque souberam por seus amigos ou sentem curiosidade por sexo.


Se você inteiras que seu pré-já viu pornografia, tente não ficar louco nem irar-te. Pergunta como a encontraram; e que foi um acidente? qual a finalidade? alguém enviou? Sabe o que pensam a respeito do que viram e eu sei muito claro sobre suas expectativas e valores a respeito.


Você pode responder com termos muito simples, se o seu filho/a tem perguntas sobre a pornografia. Você pode dizer que a pornografia é para adultos e não para crianças. À medida que crescer, você pode falar sobre como o sexo, a pornografia não reflete a vida real-as pessoas na tela estão atuando e a representação de como o sexo acontece, não é muito precisa. Por exemplo, a pornografia é um sinal de muita atividade sexual, mas nenhuma das consequências do sexo (como as DST e gravidez) com as quais as pessoas enfrentam na vida real. Também deixa de fora que se refere ao consentimento, o qual é parte essencial para ter sexo na vida real. E a maioria dos corpos não são vistos como os que se veem na pornografia.


Como falo com o meu pré-sobre as DST e como se proteger?


Embora a grande maioria de pré não são sexualmente ativos, sim têm idade suficiente para aprender a se proteger no futuro. Ensinar sobre as DST e o sexo seguro andar a expectativa de que eles tomam decisões responsáveis, quando chegar o momento. Também demonstra que os quer e que podem vir a ti com as suas perguntas.


Você pode ajudar a que o seu esboço, para que se mantenha saudável e pode até salvar a vida, se lhe apresente os fatos precisos e reais sobre as DST e como se proteger. Eles devem saber que:



  • Quando as pessoas têm o sexo vaginal, anal ou oral sem camisinha ou barreira bucal, estão em risco de contrair uma DST. Os pré-adolescentes nem sempre pensam que o sexo oral como “sexo”, e não sabem que podem contrair uma DST dessa forma.

  • As DST nem sempre apresentam sintomas. A maioria das pessoas não apresentam sintomas quando estão com uma DST, assim, que nem sequer sabem que a contraíram. De todas maneiras, podem causar problemas de saúde e são contagiosas para outras pessoas.

  • Um exame de detecção de ETSes parte normal de ter uma vida sexual ativa. É importante que saibam que algum dia, quando sejam sexualmente ativos, devem falar com o seu médico ou enfermeiro sobre os exames de detecção de doenças sexualmente transmissíveis, além do uso de preservativos/barreiras bucais.

Outro passo que você pode dar para que o seu filho/a pode evitar uma DST muito comum (e possivelmente perigoso) mais adiante é dar-lhes a vacina HPV -tanto meninas como meninos devem recebê-la entre os 11 e os 12 anos. É seguro e pode ajudar na prevenção de câncer de colo de útero e outros tipos de câncer no futuro.

Anterior, o Que deve ensinar o meu filho/a na escola intermediária sobre segurança pessoal?

10 mitos da saúde e da medicina que você deve saber (e banir)

Atualizado 15/04/2018 10:08:10 CET

MADRI, 15 Abr. (EDIZIONES) –

Uma mentira repetida um milhão de vezes acaba sendo verdade, e infelizmente, é assim como tradicionalmente se propagam os mitos, sem verificar a sua veracidade. E nos tempos de ‘fake news’ e as redes sociais esta realidade atinge uma nova dimensão.

“Quantas vezes vimos alguém tomando um suco de laranja, a toda a velocidade, nada mais do que ser natural, porque ele acha que se lhe vão as vitaminas? Não todas as coisas que nos dizem ou chegam com a nossa saúde ou sobre a ciência são realmente como nos parecem”, ressalta, em uma entrevista com Infosalus a química e divulgadora científica Deborah Garcia Belo, em ‘o Que se lhe vão as vitaminas! Mitos e segredos que só a ciência pode resolver’ (Paidós).

Segundo salienta, há questões relacionadas com a saúde ou com a própria ciência, que convém esclarecer, porque estão relacionadas com temas relevantes e que podem colocar em risco a nossa saúde, como é o que acontece, por exemplo, com o movimento antivacunas, quando realmente as vacinas que salvam milhões de vidas e há doenças erradicados graças a elas.

Neste contexto, Garcia Belo lista os que, a seu juízo, são os principais mitos da saúde e da medicina, que importa descobrir:

1.- Como antes foi mencionado: “O movimento antivacunas não é aconselhável. Um estudo fraudulento relacionando o uso da vacina tríplice viral com o autismo e se pôs em dúvida a segurança das vacinas. Neste estudo verificou-se depois que era mal-intencionado, que tinha interesses econômicos do principal signatário e retirou-se, mas a ideia ficou no ideário coletivo”.

2.- ‘Blanquearte os dentes com bicarbonato de sódio e limão funciona’: “O perigo deste mito é que os testes e em poucos dias os dentes estão mais brancos e acha que funciona, mas à custa de que erosionas o esmalte, que não se recupera”.

3.- ‘Os cremes solares não devem usar filtros químicos’: “Agora está entrando de moda que não têm filtros químicos, e sim tem que levar filtros químicos. São os mais modernos e, por exemplo, convertem a radiação UV para a radiação nociva. São muito cosméticos, não deixam rastro branco. E são fórmulas mais fáceis”.

4.- ‘Se lhe vão as vitaminas, o suco de laranja nada mais do que ser espremido’. Segundo salienta, não há que ir correndo a tomar o medicamento e as vitaminas duram horas lá. De fato, chama a atenção que a vitamina C é usada na alimentação como conservante (E300) e leva horas em oxidar, e ainda oxidada em nosso organismo se comporta igual, como a vitamina C. “à parte, a idéia de que a cura para o resfriado não é certa. Um prêmio Nobel, disse que a vitamina C curou-lo, mas todos os estudos que se fizeram a raiz disso mostram que não há nenhum tipo de relação”, acrescenta.

5.- ‘Não use recipientes de plástico ou tarteras para a comida’: “Isso não é verdade. Já não são utilizados plásticos com Bisfenol A para o uso doméstico. O Bisfenol A é usada para criar plásticos. É muito parecido com um tipo de hormônio que temos no nosso organismo e pode ocupar o lugar de hormônios. De fato, os plásticos que são utilizados para alimentação plásticos são projetados para alimentação. Levam o símbolo de que é adequado para colocar comida. Não leva nenhum nenhuma substância que possa migrar para o alimento. E depois há tarteras com sinal de micro-ondas que se podem fazer no micro e são seguros, não vai migrar nenhuma substância”.

6.- “Comer chocolate faz com que se saiam grãos’: “Tem uma razão de ser, porque se provou que alimentos com alto índice glicêmico (dão picos de glicose no sangue rapidamente, por exemplo, os produtos com açúcar adicionado, como o chocolate ou doces, por exemplo), em pessoas com acne podem favorecer que tenha um surto. O cacau está comprovado que não afeta o acne, inclusive a quantidade de antioxidantes favoreceria à acne”.

7.- ‘A homeopatia funciona e pode ser mais eficaz do que um medicamento’: “Um ensaio clínico de um medicamento não é feita a título individual, mas com muitos pacientes, em que se prova se é dinheiro. Com a homeopatia, isso não funciona. A gente pensa que ele funciona a homeopatia, porque é muito dinheiro, na verdade, para o efeito de placebo, quando se sugestionas de que algo se vai curar e você crê firmemente e nosso corpo é capaz de autosanarse em doenças menores”.

8.- ‘O açúcar mascavo é mais saudável do que o açúcar branco’: “Não é verdade que seja mais saudável e realmente se formos para a composição não há diferença. A diferença está no refinarlos, mas, ao final do processo, quando se extrai toda a sacarose há uma parte que se carameliza, que é chamado de melaço, que é o que dá cor marrom, se você deixar é açúcar mascavo. Assim que compartilham 98% para o açúcar branco e o açúcar mascavo, que não se tira a melaço. Há muitas pessoas que pensam que o melaço ficam vitaminas e minerais, mas é uma quantidade ridícula”.

9.- ‘A estévia é um adoçante natural, porque é extraído de uma planta’: “É extraído de um composto químico, o glicosídeo de esteviol (E-960), um adoçante mais como o aspartame ou a sacarina. Trata-Se de um composto que está em uma planta e por isso o chamam de natural, mas é um edulocrante mais. O problema é que é anunciado como panacéia de adoçante, e até mesmo você chega a dizer que cuida da diabetes. São adequados para diabéticos, mas nunca vai curar”.

10.- “Há terapias alternativas que curam o câncer’. “Foi feito um metaestudio em 2017, em que se concluiu que aumentavam o risco de morte das terapias alternativas, até mais de 400% o risco de morte. O problema é que muitas pessoas que lidam com o câncer são seducidas pela medicina alternativa e deixam os tratamentos médicos convencionais, que podem chegar a ser muito duros. As terapias alternativas não há nenhuma evidência científica que prove”.

8 sinais para um diagnóstico precoce

Atualizado 18/11/2016 13:16:45 CET

A doença celíaca é uma entidade freqüente, que afeta cerca de uma em cada cem pessoas, sendo mais freqüente nas mulheres. Uma percentagem importante de doentes (75%) estão sem diagnóstico, daí a necessidade de levar a cabo uma pesquisa intencional de sintomas ou combinações de sintomas que devem suscitar a suspeita clínica.

GLÚTEN: VIVER SEM GLÚTEN

Os celíacos têm uma intolerância permanente ao glúten do trigo, cevada, centeio e, provavelmente, aveia que ocorre em indivíduos geneticamente predispostos, caracterizada por uma reação inflamatória, de base imunológica, na mucosa do intestino delgado, dificultando a absorção de macro e micronutrientes.

Embora, às vezes, os sintomas podem ser atípicos ou estar ausentes, os pacientes tendem a sofrer perda de peso, perda de apetite, fadiga, náuseas, vómitos, diarreia, distensão abdominal, perda de massa muscular, retardo do crescimento, alterações do caráter (irritabilidade, apatia, introversão, tristeza), dor abdominal, meteorismo, anemia por deficiência de ferro resistentes a tratamento.

Quanto ao tratamento, a Federação de Associações de Celíacos do Brasil lembre-se que para controlar a doença, há que fazer uma dieta rigorosa sem glúten por toda a vida. Isto leva a uma normalização clínica e funcional, bem como a reparação da lesão vellositaria.

O celiaco deve basear sua dieta em alimentos naturais: legumes, carnes, peixes, ovos, frutas, verduras, legumes e cereais sem glúten: arroz e milho. Devem ser evitadas, na medida do possível, os alimentos preparados e/ou embalados, já que nestes é mais difícil garantir a ausência de glúten.

A ingestão de pequenas quantidades de glúten, de uma forma continuada, ocasiona a deterioração das vilosidades intestinais. Como conseqüência, pode ocorrer um defeito de malabsorción de nutrientes (princípios imediatos, sais minerais e vitaminas), que leva a diversos estados de carência, responsáveis por um amplo espectro de doenças.

Do ponto de vista psicológico, a pessoa celíaca não é diferente do resto da população, mas a informação é escassa, as dificuldades para realizar corretamente a dieta ou a falta de apoio da sociedade, podem dar lugar a que alguns pacientes se sintam ansiosos e deprimidos.

DIAGNÓSTICO PRECOCE DA DOENÇA CELÍACA

De acordo com a orientação do Ministério da Saúde sobre o ‘Diagnóstico precoce da doença celíaca”, existe 8 sinais que podem ser de sumo interesse para o diagnóstico precoce da mesma. No Infosalus.com as reunimos aqui:

1. Na criança pequena, os sintomas intestinais e o atraso de crescimento, sobretudo se acompanhado de irritabilidade e anorexia, constituem um quadro clínico muito sugestivo de doença celíaca.

2. Na criança maior e no adolescente, o achado de um atraso de tamanho ou da puberdade, assim como uma ferropenia ou uma hipertransaminasemia, sem outra justificação, obriga a descartar a existência de doença celíaca.

3. Em adultos, a apresentação clássica da doença, na forma de diarreia crónica com clínica de malabsorción é incomum, sendo mais frequente a presença de sintomas pouco específicos.

4. Há que ter em conta que a probabilidade de padecer de uma doença celíaca aumenta em determinados grupos de risco. Estes incluem, principalmente, os familiares de primeiro grau, determinadas doenças auto-imunes (diabetes tipo I, hipotireoidismo, etc.) e algumas cromosomopatías como a síndrome de Down.

5. Muitas vezes, o doente celíaco tem sido visitado por inúmeros médicos e submetido a vários exames complementares, sendo rotulado de ‘transtorno funcional’. Os especialistas aconselham uma atenção especial para estes pacientes, em particular, se, além disso, referem uma história de aftas bucais, astenia, irritabilidade ou depressão.

6. A possibilidade de a doença celíaca deve ser tida em conta, também, em pacientes com saciedade precoce ou dor epigástrica ou queimação epigástrica (dispepsia dismotilidad ou desconforto pós-prandial, especialmente se associam flatulência, inchaço e meteorismo. Nestes casos, a suspeita de doença celíaca em pacientes que sofrem com estes sintomas deve ser fortemente considerada quando os sintomas são crônicos e recorrentes, e não responderam adequadamente ao tratamento empírico.

7. Os pacientes que sofrem de diarréia crônica e intermitente e que foram catalogados de síndrome de intestino irritável (SII), devem ser revistos de forma minuciosa. A coexistência de flatulência ou distensão abdominal, borborigmos e fezes misturadas com abundante gás (‘explosivas’) obriga a considerar a possibilidade de uma doença celíaca, também a prisão de ventre crônica não é um sintoma exclusivo de sofrer a EC.

8. Além disso, deve ser avaliado para um diagnóstico das seguintes situações ocorrem sem explicação demonstrável: As mulheres em idade fértil com ferropenia, infertilidade e abortos recorrentes; os que apresentam elevação de transaminases; os que referem uma história de fracturas perante traumatismos mínimos ou osteopenia/osteoporose detectada antes da menopausa ou em um homem adulto jovem.

COMO EXCLUIR SER CELÍACO?

Os marcadores serológicos (AAtTG), são de escolha para iniciar o estes os pacientes com maior probabilidade de apresentar doença celíaca; a sorologia negativa não permite excluir o diagnóstico desta doença. De fato, uma proporção de pacientes com doença celíaca, que apresentam formas histológicas leves e até mesmo com atrofia de vilosidades, não expressam anticorpos antitransglutaminasa no soro.

Por outro lado, existe a possibilidade de realizar um estudo genético (HLA-DQ2/DQ8), muito útil no manejo da doença celíaca, uma vez que quase a totalidade dos pacientes celíacos são HLA-DQ2 ou DQ8 positivos. A sua determinação tem utilidade clínica em casos de pacientes com suspeita clínica bem fundada e estudo de uma pandemia negativo. Um estudo genético negativo exclui quase totalmente a doença celíaca, evitando, com isso, testes invasivos, complexas e de maior custo.

glúten celíaca

TRATAMENTO DA DOENÇA CELÍACA

O único tratamento eficaz disponível atualmente, é o seguimento de uma dieta rigorosa sem glúten (DSG), mantida de forma contínua, durante toda a vida do paciente, que consiste em suprimir do consumo habitual, todos os alimentos preparados ou que contenham farinha de trigo, fundamentalmente, mas também de centeio, cevada e aveia.

Todos esses alimentos podem ser substituídos por outros similares, que são feitos com farinha de milho ou de arroz, já que são os dois únicos cereais, que constitucionalmente são desprovidos de glúten.

Não obstante, não é tão fácil, já que a farinha de trigo está presente na composição ou no tempero de muitos alimentos, ou como aditivos de uma variedade de molhos, já que se trata de um bom espessante. Os pacientes que não respondem a retirada do glúten da dieta, devem ser avisados a frequente existência das chamadas “contaminação cruzada” ou do consumo inadvertido de produtos que contêm glúten e você deve fazer um estudo sistemático orientado para a busca de possíveis doenças ou complicações associadas.

CARRINHO DE COMPRAS PARA CELÍACOS

De acordo com a Federação de Associações de Celíacos do Brasil, 80 por cento dos produtos manufaturados podem conter glúten: enchidos, bolos, chocolates, molhos, sobremesas, laticínios, condimentos, etc., por isso que muitos desses têm que ser de qualidade “extra”, já que os de qualidade inferior, de acordo com a legislação atual para este tipo de produtos podem trazer em sua composição farinhas, espessantes, amidos, etc.

Os produtos considerados básicos na dieta (pão, biscoitos, massas italianas, etc.), têm que ser substituídos por produtos especiais sem glúten, cujo preço é muito mais elevado do que os considerados com glúten, como bem comprova a documentação em anexo.

“Apesar dos avanços que têm ocorrido no sector alimentar dos produtos “Sem Glúten”, as diferenças de preços entre os produtos com glúten e sem glúten são muito importantes”, advertem. O certo é que, de acordo com seus estudos uma família com um celíaco no seu seio tem um gasto superior de 1.468,72 euros em carrinho de compras anual.

8 diretrizes para aplicá-lo bem

Publicado 27/08/2018 7:59:35CET

MADRI, 27 Jul. (EDIZIONES) –

A Academia Americana de Dermatologia é clara: “O emprego do auto-bronzeador é a única maneira de parecer moreno de forma saudável neste verão”. De fato, alguns especialistas vêem esta loção, em princípio, cosmética, uma forma de maquiagem, como uma perfeita aliada na hora de ser moreno e também na hora de conservar e prolongar o ansiado tostado verão.

Desde a Academia Espanhola de Dermatologia e Venerología (AEDV) garantem que não são prejudiciais os produtos autobronzeadores. É mais, indicam que nos últimos anos tem melhorado a sua composição para que a aplicação seja mais fácil e uniforme, a absorção mais rápida, o tom mais luminoso e natural, longe do efeito de laranja e o cheiro forte que deixou há anos.

“O tom bronzeado é conseguido porque contêm uma molécula chamada ‘dihidroxiacetona’ (DHA), que, ao entrar em contato com a epiderme, produz uma reação química de oxidação, tiñéndose as células mortas da camada mais externa da nossa pele, destinadas a ser removidas em dois ou três dias, por processo natural de descamação”, explica.

Isso sim, precisa que o tom também dependerá de sua fórmula e com apenas 2% de DHA se consegue bronzeamento sem sol; embora, atualmente, a maior parte dos produtos autobronzeadores estão entre 3% e 6%. “A cor pode ir do alaranjado ao marrom tostado, pelo que é conveniente testar o auto-bronzeador em alguma área da pele pouco visível antes”, advertem.

Não obstante, a AEDV alerta de que com o auto-bronzeador não estamos protegidos contra o sol, já que esta fórmula cosmética, não estimula a melanina, ou seja, não gera cor de forma natural (que é o que protege), mas que se trata de uma forma de composição, como antes mencionado.

Neste sentido, em uma entrevista com Infosalus, a doutora Raquel Novo, chefe do serviço de Dermatologia dos hospitais universitários HM Montepríncipe e HM Porta do Sul (Madrid) avisa que os produtos autobronzeadores são “totalmente seguro”, embora utilizando-a pessoa pode queimar. Por isso, aconselhável usar sempre um creme de fotoresistente solar uma vez que tenham sido empregado o auto-bronzeador.

“O auto-bronzeador é como aplicar um corante na superfície da pele. Produz uma reação de oxidação muito rápida. São açúcares e lhe dão esse tom bronzeado. São seguros, mas tem que ter em conta que, utilizando produtos autobronzeadores você pode se queimar. Por isso, o tom que se dá o auto-bronzeador também precisar de um protetor solar, porque se continua branco. Eles são seguros e não têm nenhum problema”, afirma a especialista.

Com tudo isso, a Academia Americana de Dermatologia recomenda seguir esta série de passos para se aplicar corretamente o auto-bronzeador:

1.- Exfóliate a pele. Usada uma luva de crina para exfoliarte a pele antes de aplicar o auto-bronzeador. As células mortas e também poderá retirá-las utilizando produtos esfoliantes. Emprega mais tempo com estes elementos esfoliantes em áreas onde a pele é mais grossa (cotovelos, joelhos e tornozelos).

2.- Sécate a pele. Secando a pele antes da aplicação do auto-bronzeador te ajudará a uma melhor aplicação.

3.- Aplique por partes. Por exemplo, você pode fazê-lo em primeiro nas pernas, nos braços, e depois no tronco. Massagear o auto-bronzeador em sua pele em movimentos circulares.

4.- Lava as mãos com sabão depois de aplicar o auto-bronzeador para cada parte do corpo onde o aplique. Desta forma, evitará que as palmas das mãos adquiram essa cor alaranjada tão pouco desejado nestes casos.

5.- Para um aspecto mais natural e se deve estender ligeiramente o creme autobronzeadora desde os pulsos até as mãos, e desde os tornozelos até os pés.

6.- Dilui o auto-bronzeador nos joelhos, tornozelos e cotovelos, já que estas áreas tendem a absorver mais auto-bronzeador que o resto da pele. Para diluir, esfregue levemente com uma toalha molhada ou aplique uma camada fina de creme hidratante na parte superior do auto-bronzeador.

7.- Deixe a sua pele o tempo suficiente para que éque o creme autobronzeadora. Espere pelo menos 10 minutos para se vestir. Durante as próximas 3 horas é melhor levar roupas largas e que se possa sujar. Evite se exercitar ao máximo.

8.- Aplique creme fotoprotectora diariamente porque a sua pele não está protegida contra o sol.

8 minutos para saber, se devemos sofrer de ansiedade ou depressão

Atualizado 07/02/2018 13:44:32 CET

MADRI, 7 Fev. (EUROPA PRESS) –

A página web ‘PredictPlusPrevent’, apresentada pelo grupo de Saúde Mental, Serviços e Cuidados de saúde Primários (SAMSERAP) da Rede de Pesquisa em Atividades de Prevenção e Promoção da Saúde (RedIAPP), permite prever, em menos de 8 minutos, se ele sofrerá algum episódio de ansiedade, depressão ou consumo de risco de álcool no próximo ano.

Graças a um teste, que parte de 40 fatores de risco, dos quais foram escolhidos aqueles que demonstraram uma maior utilidade para prever estas patologias, o utilizador pode, de acordo com o coordenador do grupo e pesquisador da RedIAPP, Juan Ángel Bellón, conhecer de primeira mão, se sofrer de algumas destas condições nos próximos 12 meses.

O portal, http://www.predictplusprevent.com foi criado a partir de algoritmos que demonstraram a sua validade em estudos anteriores, e está indicado em pessoas entre 18 e 75 anos, já que os estudos realizados para validação têm sido levados a cabo neste grupo de idade.

“Nós fomos os primeiros no mundo a desenvolver e validar algoritmos para prever estas patologias em diferentes estudos, onde participaram cerca de 4.000 pacientes espanhóis e outros 6.000 europeus”, disse o especialista.

A importância desta ferramenta é dada pela alta prevalência destas patologias em Portugal. De fato, estima-se que cerca de 2,5 milhões de pessoas sofrem de ansiedade; 2 milhões vivem com depressão; e cerca de 1,6 milhões mantêm um consumo de álcool de risco.

“Estamos falando de problemas que produzem um elevado sofrimento pessoal e familiar, além de elevados custos para os serviços de saúde”, destacou Bellón.

A página da web de acesso livre e gratuito, combina previsão e prevenção. Assim, esta permite capacitar o paciente, oferecendo-lhe a informação e os recursos necessários para que seja ele mesmo quem reduza seu risco, tornando a pessoa responsável pela sua própria saúde.

O processo começa com as calculadoras de risco, a partir das quais se obtém uma pontuação, de acordo com uma escala de intervalos de maior para o menor risco.

Com isso, passa-se a guia de prevenção, que mostra possíveis soluções em função do nível de risco através de 23 folhetos de auto-ajuda sobre temas diversos como o sono, a atividade física, ou de como melhorar a auto-estima.

“A prevenção fornece uma série de dicas para que a pessoa que obtenha como resultado um alto risco de padecer de alguma destas três condições possa variar a sua situação”, afirmou o pesquisador.

Na mesma linha, o grupo de pesquisa desenvolveu também uma intervenção para prevenir a incidência de depressão e ansiedade em atenção primária. O documento mostrou que com uma intervenção educativa personalizada se conseguiu reduzir os novos casos de depressão, de 21 por cento e os novos casos de ansiedade 23 por cento.